O maior canal de informação do setor

Neo Química revela mitos e verdades sobre os genéricos

Laboratório está presente na vida dos brasileiros há mais de 60 anos, proporcionando acesso a tratamentos por meio dos medicamentos genéricos

334

No Brasil, a Neo Química é um dos laboratórios do segmento a operacionalizar a produção e distribuição dos genéricos. Com o objetivo de facilitar à população o acesso aos medicamentos, o laboratório busca alinhar suas ações ao propósito e conceito da marca: ‘Sua saúde é nossa vocação’. É com essa visão que a Neo Química vem trabalhando ao longo de mais de seis décadas de existência com a missão de democratizar o acesso à saúde através da disponibilização de medicamentos similares e genéricos em 96% das farmácias de todo o país.

Veja também: A2F prevê ampliar vendas com mais SKUs e terceirização

Genéricos são aqueles medicamentos com os mesmos princípios ativos, na mesma dose e forma farmacêutica em comparação com os remédios de referência.* Desde a implementação da Lei dos Genéricos – 9.787, em 1999, grande parte da população passou a ter acesso aos remédios e dar continuidade a tratamentos medicamentosos tornou-se realidade.

Siga nosso Instagram

A norma permite que, após expiração das patentes, os medicamentos genéricos podem ser produzidos e levados ao consumidor final. Além disso, devem ser comprovados todos os testes de bioequivalência realizados em seres humanos e também os de equivalência farmacêutica. Essas são as garantias de que a eficácia será a mesma da marca de referência, tanto em concentração e velocidade de absorção pelo organismo, quanto pelos valores de composição do produto.

Importância dos genéricos

Desde que respeitados todos os protocolos de segurança que envolvem os processos de fabricação, a utilização dos genéricos apresenta os mesmos benefícios das grandes marcas a um custo menor. Na prática, significa que mais pessoas têm acesso e podem dar continuidade aos tratamentos.

Embora a história dos genéricos no Brasil já tenha mais de 20 anos, ainda existem muitos mitos sobre sua utilização. Em um país que enfrenta diariamente constantes desafios no sistema de saúde, ainda hoje, um deles é a falta entendimento sobre cuidados e tratamentos disponíveis, além das marcas conhecidas no mercado.

Identificar um medicamento genérico é fácil, basta verificar a tarja amarela na embalagem com a letra ‘G’ e a inscrição ‘Medicamento Genérico’. Não há nome comercial para os genéricos, apenas o princípio ativo da fórmula. Atualmente, o Brasil conta com mais de 400 princípios ativos registrados na ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), distribuídos em aproximadamente 30 classes terapêuticas para combater as mais diversas patologias. Existem medicamentos genéricos para mais de 95% das doenças conhecidas**.

Fonte: R7 Notícias

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação