fbpx
O maior canal de informação do setor

Raízen e Raia Drogasil são vencedoras do ‘Estadão Empresas Mais’

Raia Drogasil – O Estadão realizou nesta quinta-feira, 13, a cerimônia do prêmio Empresas Mais, que celebra as companhias de melhor resultado e impacto positivo na economia em 23 setores. Para a escolha das três primeiras colocadas em cada um dos segmentos foi analisado um conjunto de 3,6 mil companhias brasileiras, em parceria com a FIA e a Austin Rating. O evento ainda elegeu as melhores práticas em governança corporativa e inovação.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Além das vencedores em cada setor da economia, o Estadão Empresas Mais escolheu duas grandes vencedoras do ano: na categoria empresa, a escolhida foi a líder em varejo farmacêutico no País, a Raia Drogasil, que também venceu na categoria varejo. Já o grupo econômico vencedor deste ano foi o Raízen, dono de negócios como a rede de postos de combustível Shell no País, que foi o primeiro colocado também em atacado e distribuição (veja a lista completa de vencedores ao fim deste texto).

O evento, que contou com a presença do ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, destacou os desafios da economia brasileira em um momento de transição política no País. Em seu discurso, ele afirmou acreditar que o Brasil “tem condições de ter um padrão de crescimento superior ao que tem hoje” e defendeu a manutenção de agendas de reformas iniciada por Michel Temer pelo próximo governo.

Raia Drogasil
Marcílio Pousada, da Raia Drogasil: premiação em duas categorias Foto: Felipe Rau|Estadão

“O lado externo da economia está bem arrumado, mas existe um enorme problema fiscal que precisa ser enfrentado”, disse Guardia, durante o evento. “A agenda de reformas é de absoluta necessidade, em especial a da Previdência. É um tema fundamental para deslocar o nosso potencial de crescimento.”

O diretor-presidente do Grupo Estado, Francisco Mesquita Neto, destacou o momento de transição que o Brasil vive com as eleições de outubro e destacou que, nesses tempos de transição, as empresas têm feito a “lição de casa” tanto em gestão quanto em inovação. Ele destacou ainda a atuação de Guardia na “passagem de bastão” dos rumos econômicos para o próximo governo, sempre com o foco no controle de despesas.

O economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini, afirmou que os empresários brasileiros devem ser considerados “heróis” depois de enfrentar dois anos seguidos de recessão, em 2015 e 2016, o pior resultado nacional desde a depressão da década de 1930. “O Brasil tem de ser protagonista do crescimento global, e não estar nas capas de jornais como exemplo de corrupção”, afirmou.

Empresas vencedoras

O presidente da Raia Drogasil, Marcílio Pousada, afirmou que o prêmio promovido pelo Estadão veio como um reconhecimento para a atuação de uma empresa que está presente em 22 Estados, com 1.750 lojas e 33 mil funcionários. Ele lembrou que a companhia trabalha para implantar um sistema de atendimento uniforme em todos o País, tentando atrair um perfil de funcionários de “gente que gosta de gente”.

Com a previsão de abrir 240 lojas neste ano, e já com contratos firmados para outros 240 pontos de venda para o ano que vem, Pousada diz que a Raia Drogasil já começa a desenvolver lideranças locais para gerenciar suas lojas em regiões onde entrou mais recentemente, como o Norte e o Nordeste. A ideia é que os gerentes da unidade sejam sempre escolhidos internamente.

O vice-presidente da Raízen, João Alberto Abreu, atribuiu à equipe de colaboradores o prêmio de melhor grupo  empresarial do ano. “Independentemente dos momentos difíceis, o grupo está focado em fazer o melhor e não ficar apenas lamentando.” Segundo ele, apesar da economia mais fraca, os projetos e investimentos da empresa continuam sendo tocados, apenas com ajustes técnicos. Abreu admite que após a greve dos caminhoneiros o consumo de combustíveis teve uma redução. “O ano começou com uma expectativa de crescimento que não se confirmou.”

Estadão Empresas Mais
Abreu (à dir.), da Raízen: eleito grupo empresarial destaque de 2018 Foto: Felipe Rau/Estadão

Vencedora na área de mineração, cimento e petróleo, a Vale foi representada por Luciano Siani, diretor executivo de finanças e relações com invesditores. O executivo afirmou que o prêmio reflete a capacidade que a mineradora mostrou de cumprir o que promete ao mercado. Nos últimos anos, a empresa empreendeu um caminho de redução de endividamento, venda de ativos e melhora da qualidade de seus produtos.

“O momento é muito positivo para minério de alta qualidade. Somos auxiliados pela política de redução da polução na China, que quer o produto que nós temos a oferecer”, disse Siani. O executivo disse ainda que, apesar de a guerra comercial ser ruim porque põe a expansão da economia global sob risco, a Vale fornece minério especialmente para países em desenvolvimento, sobretudo na Ásia, onde ainda há um processo de urbanização em curso.

O presidente da Localiza, Eugênio Mattar, lembrou que o prêmio Estadão Empresas Mais reconhece a capacidade da empresa de atender o cliente com excelência e de gerar “resultados extraordinários” mesmo em um cenário difícil para a economia. Mattar disse que “o fundo do poço do País ficou no governo passado”. Entre os candidatos à Presidência, o empresário disse que vai votar em João Amoêdo (Novo).

Vencedora na área de transporte e logística, a Rumo tem crescido cerca de 15% ao ano em volume, afirmou o presidente da empresa, Julio Fontana. Segundo ele, a premiação é resultado de um conjunto de medidas adotadas pela empresa desde a compra da ALL, em 2015. “Fizemos muitas mudanças e investimentos no período, o que tem permitido um crescimento sustentável da empresa ano após ano”, disse o executivo.

Na avaliação dele, apesar das incertezas econômicas e políticas, a empresa é beneficiada pelos bons resultados do agronegócio brasileiro, cuja safra tem sido crescente. “Diferentemente de outros setores, nós não sofremos com a falta de demanda. Por isso, continuamos investindo.”

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra