O maior canal de informação do setor

Rappi investe para se tornar grande varejista

575

Rappi investe para se tornar grande varejista

O Rappi atua no Brasil desde de 2017, mas foi em março do ano passado que a startup fez um movimento “silencioso” e intenso. Inaugurando a sua vertical de varejo, a Rappi Turbo, a empresa vem marcando cada vez mais presença no varejo e até o fim do mês planeja chegar a 128 lojas. As informações são do NeoFeed.

Veja também: Quatro tendências em saúde para ficar de olho em 2022

A CEO do Rappi no Brasil, Tijana Jankovic, explicou a importância desse novo modal de negócios para a companhia. “Ele nos posiciona como dono de loja e não como um marketplace que funciona como um conector”, aponta.

Siga nosso Instagram

O Rappi Turbo trabalha no modelo de dark stores, ou seja, centros de distribuição que atendem apenas compras online. Outro diferencial do serviço é a promessa de entregas em até dez minutos.

Tijana também deu detalhes de como foi a expansão do projeto. “Crescemos muito rápido nessa área. Começamos testando dez lojas, em março do ano passado, e partimos para 125 lojas entre maio de 2021 e atualmente”.

A próxima etapa será levar essas lojas para as cidades como Santos e São José dos Campos, ambas em São Paulo e que receberam recentemente os centros de distribuição.

“Estamos aprendendo o modelo para atender essas cidades menores, que têm menos densidade e menos trânsito”, diz a executiva. Os municípios mapeados para receberem as dark stores após o período de testes são Ribeirão Preto e São José do Rio Preto, em São Paulo; e Londrina e Maringá, no Paraná.

Cada uma dessas dark stores tem de 120 a 150 metros quadrados, com uma capacidade que varia de 1,2 mil a 1,5 mil produtos, além de uma média de sete funcionários.

Expertise do Rappi é utilizada no novo negócio

Segundo Tijana, os conhecimentos acumulados pela startup sobre os hábitos de consumo de cada região norteiam a construção dos portfólios de cada dark store. Com a tecnologia e análise de dados, o Rappi planeja otimizar o serviço. “Se você comprou uma escova de dentes há três meses, já sabemos que já passou da hora de trocar e oferecer. Eu sei que você, por exemplo, consome chá de hortelã e tem um novo lançamento que posso oferecer para você”, explica.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação