Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Saiba tudo sobre diverticulite

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Diverticulite

A diverticulite é a inflamação de pequenas “bolhas” presentes no intestino grosso, os chamados divertículos. Ela ocorre geralmente em adultos com mais de 40 anos e é mais frequente em pessoas que possuem prisão de ventre crônica ou que fazem uma dieta pobre em fibras.

“A diverticulite ocorre quando uma dessas “bolhas” entope por meio de fragmentos de alimentos ou fezes e cria a condição para que bactérias do bolo fecal se proliferem causando a inflamação e a infecção”, explica Iuri Tamazauskas, cirurgião geral do Hospital Albert Sabin.

Sintomas da diverticulite

Segundo o especialista, o quadro clássico de diverticulite aguda se apresenta com dor abdominal no quadrante inferior esquerdo, contudo, podemos encontrar sintomas associados, como:

  • Náuseas e vômitos
  • Febre
  • Prostração

Diagnóstico

O diagnóstico da doença se dá por meio de anamnese e exame físico dirigidos, associados a exames complementares, nos quais se destacam os laboratoriais (leucograma e proteína C reativa) e os de imagem (tomografia computadorizada de abdome / pelve).

Tratamento

De acordo com o cirurgião, a maioria dos casos se apresentam com quadros leves, necessitando apenas de sintomáticos e antibióticos orais em uso domiciliar. “Casos com sintomas mais proeminentes podem precisar de internação para controle de dor, pausa alimentar e administração de antibióticos endovenosos.

Uma pequena porcentagem dos pacientes pode apresentar complicações como perfuração, necessitando de intervenções invasivas, como uma cirurgia ou punção por radiointervenção.

Uma dúvida muito comum é o fato de a enfermidade acontecer após os 50 anos. O médico explica que com nosso envelhecimento as paredes do intestino perdem seu tônus (condição de flexibilidade e firmeza de um tecido ou órgão), possibilitando a formação das “bolhas” (divertículos). “Uma dieta balanceada, rica em fibras e associada à hidratação adequada diminui os riscos de apresentar a diverticulite”, finaliza Tamazauskas.

Este conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta médica. Para esclarecimento de dúvidas adicionais sobre uma patologia, medicamento ou tratamento, converse com um profissional de saúde de sua confiança. Evite sempre a automedicação.

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress