fbpx

Tire todas as suas dúvidas sobre a acebrofilina

Tire todas as suas dúvidas sobre a acebrofilina

A acebrofilina é um medicamento que atua na desobstrução das vias respiratórias. O remédio também é indicado para o controle e regulação do catarro, além de facilitar a sua eliminação.

Nesse texto, vamos esclarecer todas as suas dúvidas sobre a acebrofilina, como sua ação, contraindicações, como armazenar, entre outras. Mas lembre-se: antes de consumir qualquer medicamento, converse com um profissional de saúde.

Como a acebrofilina funciona?

A acebrofilina é um medicamento à base de um derivado de xantina, composto orgânico encontrado em plantas e também no corpo humano. Esse composto tem ação broncodilatadora, mucorreguladora e expectorante.

Com os brônquios mais dilatados, menos catarro e com uma eliminação mais fácil do muco gerado, o paciente sente uma melhora na respiração e diminui a sensação de falta de ar.

Quais as contraindicações?

Caso você apresente hipersensibilidade, ou seja, alergia a qualquer componente da formulação da acebrofilina, você não deve consumir o medicamento. Pacientes com doenças renais ou hepáticas graves também devem evitar o consumo.

Crianças ou gestantes devem ter cuidado com a acebrofilina

Crianças menores de dois anos não devem tomar acebrofilina. Já as mulheres grávidas só podem fazer uso da medicação com a orientação de um profissional de saúde.

Interação medicamentosa

O uso simultâneo da acebrofilina com outros remédios pode reduzir a eficácia. No caso do consumo concomitante com carbamazepina, fenobarbital, fenitoína ou sais de lítio, o paciente pode apresentar uma menor efetividade da teofilinia, devido ao aumento da metabolização hepática.

Já o uso com antibióticos macrolídeos, quinolonas, anti-histamínicos H2, alopurinol, dilitiazem e ipriflavona pode causar uma eliminação mais lenta da teofilina no organismo. Isso pode ser potencialmente perigoso, visto que altos níveis da substância no organismo potencializam casos de intoxicação.

O uso simultâneo com salbutamol ou terbutalina pode levar à diminuição do potássio no sangue. Caso as doses de teofilina sejam altas, a frequência cardíaca também pode aumentar.

Já alguns pacientes apresentam uma queda significativa na teofilina presente no sangue quando usam o medicamento ao mesmo tempo que tomam salbutamol ou isoprenalina.

A pílula anticoncepcional pode causar uma maior presença da teofilina no organismo, mas não são conhecidos casos de intoxicação por isso.

As reações adversas, principalmente aquelas ligadas ao trato gastrointestinal ou ao sistema nervoso central, podem ser mais frequentes com o consumo de alfa-adrenérgicos, como a efedrina.

Betabloqueadores seletivos não precisam ser contra-indicados, mas o ideal é ter cautela em seu uso.

Alimentos também demandam atenção

Os níveis de acebrofilina no organismo podem variar de acordo com a sua dieta. Por exemplo, dietas ricas em proteína diminuem o efeito da medicação, enquanto dietas ricas em carboidratos aumentam.

Como armazenar o medicamento?

Você deve manter a acebrofilina protegida da luz e da umidade, além de conservar em temperaturas de 15 a 30 ºC. Tanto a versão adulta como a pediátrica apresentam coloração rósea e odor de framboesa.

Caso o medicamento não esteja com essas características, não consuma antes de consultar um profissional da saúde.

Como é o tratamento?

A posologia da acebrofilina para adultos e crianças acima de 12 anos é de uma dose de 10 ml a cada 12 horas. Esse modo de uso é válido para a versão adulto do xarope.

Já o tratamento para as crianças entre dois e 12 anos apresenta mais variações. Dos dois até os três anos, são 2 mg/kg ao dia, dividido em duas doses a cada 12 horas.

Crianças de três a seis anos devem tomar meia dose (5 ml) e dos seis aos 12, uma dose. Em ambos os casos, o produto em questão é a versão pediátrica do xarope e as doses são de 12 em 12 horas.

De acordo com a gravidade do caso, o profissional da saúde irá determinar a duração do tratamento.

E se eu esquecer de tomar?

Assim que você lembrar, pode tomar a dose da acebrofilina. Caso a próxima dose seja em poucas horas, adiante, não tome uma dose dobrada.

Quais os efeitos colaterais?

Caso você apresente sintomas como enjoos e vômitos, aceleração dos batimentos cardíacos, tremores, dor no abdômen ou na região do estômago durante o tratamento com acebrofilina, procure um profissional da saúde.

Os efeitos colaterais mais comuns abrangem as áreas dermatológicas, gastrintestinais, neurológicas, renais e respiratórias. Essas são as reações adversas mais comuns:

  • Agitação
  • Alergia com coceira
  • Assaduras
  • Boca seca
  • Coriza
  • Dermatite de contato
  • Desidratação
  • Diarreia
  • Dificuldade ou ardor ao urinar
  • Dor e contração involuntária dos músculos da faringe
  • Fadiga
  • Falta de apetite
  • Insônia
  • Náusea
  • Pequenas bolas na região do nariz, lábios superiores e bochechas
  • Prisão de ventre
  • Salivação excessiva
  • Sonolência
  • Taquicardia
  • Tremores
  • Vertigem
  • Vômitos

O que acontece se eu tomar uma superdose?

Não ouve relatos de superdosagem de acebrofilina mas, caso tome mais do que o indicado, procure a ajuda de um profissional da saúde e leve a bula.

A acebrofilina nas farmácias

Se o profissional da saúde te indicar a acebrofilina, você pode pedir nas drogarias medicamentos como o Brondilat, Dismucal, Filinar e o Filinar G. Os fabricantes que trabalham com o princípio ativo são o Aché, Eurofarma e Mylan.

As apresentações disponíveis são gel oral (5mg/mL), xarope (25mg/5mL; 50mg/5mL e 10mgmL) e gel (5mg/mL).

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra