Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

AVC antes dos 60 pode ser mais comum em certos tipos sanguíneos, sugere estudo

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Um estudo publicado no periódico Neurology aponta uma relação entre o gene que define o tipo sanguíneo de um indivíduo e a ocorrência de um AVC antes dos 60 anos de idade. Um Acidente Vascular Isquêmico é causado pelo bloqueio da corrente sanguínea, que impede o sangue de chegar ao cérebro.

Os pesquisadores compilaram dados de 48 estudos genéticos, que incluíram 17.000 pessoas que tiveram um derrame isquêmico e quase 600.000 de grupo controle – ou seja, que não sofreram AVC. Todos os participantes tinham entre 18 e 59 anos de idade.

A análise descobriu uma prevalência do grupo sanguíneo do tipo A entre as pessoas que tiveram um derrame precoce (em comparação com pessoas que tiveram AVC quando idosas ou nunca o tiveram).

O risco de ter AVC em qualquer idade foi maior nas pessoas com sangue tipo B, em comparação com o grupo de controle. Mais especificamente, os pesquisadores verificaram que aqueles que tinham sangue tipo A apresentam um risco 16% maior de ter um derrame precoce do que pessoas com outros tipos sanguíneos; para os de tipo O, o risco era 12% menor.

Apesar disso, os cientistas enfatizam que o aumento no risco é muito modesto. Mais pesquisas devem ser feitas sobre o assunto. Quem tem sangue tipo A não precisa se preocupar excessivamente em ter um AVC precoce ou marcar exames extras.

Segundo eles, o aumento da chance provavelmente está ligado à coagulação do sangue, que envolve plaquetas, células que revestem os vasos sanguíneos e outras proteínas circulantes, que desempenham um papel no desenvolvimento de coágulos.

Para essa comparação, os pesquisadores usaram um conjunto de dados de 9.300 pessoas idosas que tiveram um derrame e 25.000 pessoas do controle. Essas também eram idosas, mas não sofreram um AVC.

Eles descobriram que ser ou não do grupo sanguíneo tipo A não faz diferença após a marca dos 60. Isso sugere que os acidentes vasculares cerebrais que ocorrem no início da vida podem ter causas distintas dos que ocorrem mais tarde.

Os autores afirmam que acidentes vasculares cerebrais em pessoas mais jovens tendem a ser causados por fatores relacionados à formação de coágulos – e não pelo acúmulo de gordura nas artérias (um processo chamado aterosclerose), como ocorre em pessoas mais velhas.

Fonte: Superinteressante

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!