O maior canal de informação do setor

Beleza sem crueldade: buscas pelo termo cruelty-free disparam 125% no Brasil

139

Com um avanço exponencial ano a ano, a indústria da beleza movimenta bilhões no mundo todo. Classificado como Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (HPPC)), esse setor registrou crescimento de 4,4% nos último ano, encerrando 2020 com o faturamento de R$ 122,408 bilhões só no Brasil, de acordo com a Euromonitor International.

Veja também: ‘Cheiro digital’ e frasco perfumado são novidades tecnológicas da indústria de…

O panorama sobre o mercado HPPC em 2021, feito Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), aponta que o Brasil é o 4º país no ranking de maiores consumidores de produtos de beleza e higiene, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Japão.

Siga nosso Instagram

A Abihpec também destaca que em 2020 houve um crescimento de 161,7% nas vendas de produtos de cuidados com a pele.

Outro olhar

Quem ganha protagonismo neste mercado são os produtos naturais (sem aditivos químicos), veganos (sem matérias-primas de origem animal) e cruelty-free (não testados em animais). Um levantamento feito pela Semrush, plataforma de gerenciamento de visibilidade online, demonstra que a busca por esses produtos aumentou exponencialmente no período de outubro de 2019 a outubro de 2021.

No Brasil, por exemplo, as pesquisas pelo termo cruelty-free aumentaram 125%. ‘Consumo consciente’ cresceu 49.1% e a palavra veganismo chegou a mais de 55 mil buscas neste período.

Campanha

Em abril deste ano, a Humane Society International lançou #SaveRalph uma campanha global para proibir os testes de cosméticos em animais. No mês de lançamento ‘salve o ralph’ foi pesquisado 74 mil vezes pelos brasileiros, de acordo com a Semrush.

O vídeo mobilizou a internet e impactou diretamente nas buscas por produtos veganos e não testados em animais.

Mercado da beleza aliada aos conceitos cruelty-free

A saber, só em abril, o termo cruelty-free chegou a 60.500 pesquisas. Os dados da Semrush evidenciam uma tendência ao consumo consciente nas próximas gerações, uma vez que a busca por marcas cruelty-free subiu 55.6% no último ano, no Brasil.

A plataforma de SEO também elenca as 3 empresas de cosméticos cruelty-free (e sustentáveis) mais buscadas, com destaque para a brasileira B.O.B com mais de 170 mil buscas.

  • B.O.B (Bars over Bottles) – 177.962
  • Simple Organic – 21.077
  • Biossence – 13.431

De acordo então com a pesquisa Grand View Research, até 2025, o mercado mundial de cosméticos veganos alcançará a marca de US$ 20,8 bilhões.

Fonte: Cosmetic Innovation

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação