fbpx
O maior canal de informação do setor

Crescimento da Bayer supera 15% e sustentará 36 lançamentos em 2022

854

Crescimento da Bayer

A América Latina foi a região que mais contribuiu para o crescimento da Bayer em nível global. As vendas no continente aumentaram 15,2% em 2021 na comparação com o ano anterior, totalizando € 922 milhões. O resultado dá sustentação para o ambicioso plano de investir em 36 lançamentos em 2022.

Os indicadores foram anunciados em uma conferência na cidade de Buenos Aires (Argentina), com cobertura do Panorama Farmacêutico.

A região, onde a companhia atua em 30 países, responde por 5% da receita mundial de € 18,3 bilhões. As categorias de contraceptivos (51,9%), oftalmologia (46,3%) e hipertensão arterial (18,1%) representaram os principais impulsos para o crescimento da Bayer. Foi a quarta farmacêutica que mais avançou na América Latina, de acordo com indicadores da IQVIA.

Crescimento da Bayer

“Mesmo diante dos desafios da pandemia, conseguimos fortalecer as operações no continente com a aposta clara em medicamentos inovadores, de especialidades como as citadas acima e também do segmento de hemofilia – área em que o Brasil é o terceiro colocado global em número de casos”, comenta Adib Jacob, presidente da divisão farmacêutica da Bayer para a região e para o Brasil.

No ano passado, o investimento na área farmacêutica na região atingiu € 22,7 milhões, o que respaldou a incorporação de 14 medicamentos ao mercado, com foco em doenças de maior impacto para os pacientes. Para 2022, além de 36 lançamentos, a companhia já tem 43 produtos nas fases 1, 2 e 3 de desenvolvimento.

Áreas terapêuticas potenciais para o crescimento da Bayer

Cardiologia e cardiorrenal

A Bayer está investindo em medicamentos como o vericiguat, voltado ao tratamento de insuficiência cardíaca crônica – que em média exige a hospitalização de uma pessoa a cada oito minutos. O remédio reduz em mais de 4% os índices de internação e mortes decorrentes desse problema. A empresa também lança suas fichas na finerenona, que reduz os efeitos em pacientes com doença renal crônica e diabetes tipo 2.

Oncologia

O carro-chefe dessa área é o darolutamida, para combater tumores de próstata metastáticos. A farmacêutica lidera ainda pesquisas sobre medicina de precisão, visando a uma alternativa futura para o tratamento do câncer.

Saúde feminina

Contraceptivos de longa ação (DIUs) e novas linhas focadas na menopausa concentram a agenda de prioridades em saúde feminina.

Outras especialidades

Além disso, a companhia vem trabalhando em especialidades como a oftalmologia, abrangendo doenças como edema macular diabético e degeneração macular relacionada à idade. A Bayer também projeta ganhar espaço no segmento de hemofilia, com fornecimento junto ao SUS e com apoio de pagadores institucionais – o que faria a farmacêutica reforçar operações em um mercado avaliado em R$ 1 bilhão.

Compromisso com a inovação

Globalmente, a Bayer destinou no ano passado € 5,3 bilhões para a jornada de pesquisa de medicamentos inovadores, respaldada por uma rede de 16 mil colaboradores e 7.500 cientistas. Na América Latina, esse trabalho abrange duas plantas de produção de remédios e dois hubs de P&D e farmacovigilância.

Crescimento da Bayer

A estratégia de inovação passa muito fortemente pelo campo da terapia celular e gênica. Para isso, a companhia adquiriu as biofarmacêuticas BlueRock Therapeutics e Asklepios Biofarmacêutica Inc. “Nossos alvos giram em torno de doenças graves e incuráveis como o Mal de Parkinson, além de enfermidades raras – entre as quais a Doença de Pompe – caracterizada pela deficiência em uma enzima que leva ao acúmulo de açúcar nos músculos, acometendo um indivíduo a cada 50 mil nascidos”, observa Eli Lakryc, vice-presidente e líder de assuntos médicos da divisão farmacêutica.

Líder em anticoagulantes no Brasil, a Bayer tem a pesquisa como um pilar importante em cardiologia, por exemplo, focando no desenvolvimento de tratamentos de alto impacto. Atualmente, a principal molécula da farmacêutica, a rivaroxabana, é indicada no Brasil para tratar sete doenças correlatas ao coração, impactando a vida de mais de 39 milhões de pacientes.

Atuação junto ao varejo farmacêutico

Apesar do esforço redobrado na produção de medicamentos de especialidades, o varejo farmacêutico continua a ser um dos nichos-chave para a Bayer. “Firmamos uma espécie de join business plan com grandes redes como Raia Drogasil e Grupo DPSP, por meio do qual estabelecemos em conjunto uma estratégia anual de vendas, com acompanhamento e revisões trimestrais”, afirma Jacob.

Os farmacêuticos também apresentam especial importância na direção da Bayer rumo a medicamentos de especialidades. “Não basta implementarmos uma abordagem exclusiva para os médicos sem levar em conta outros profissionais que estarão envolvidos na jornada dos pacientes. Por isso, estruturamos uma equipe de gerenciamento de contas que promove um approach multidisciplinar, o que inclui orientações e treinamentos aos farmacêuticos clínicos”, observa.

BAYER NA AMÉRICA LATINA

Faturamento em 2021: € 922 milhões
Operação: presença física em 25 países, mas com vendas em 30
Equipe: 1.260 funcionários e colaboradores

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação