O maior canal de informação do setor

Empresa detalha intermediação com governo brasileiro por Covaxin

280

Empresa detalha intermediação com governo brasileiro por Covaxin

Segundo comunicado encaminhado pela Embaixada da Índia à chefia de serviços internacionais do Itamaraty no dia 5 de março, o presidente da Precisa Medicamentos, Francisco Maximiano, relatou que intermediou o contrato com o Ministério da Saúde para aquisição de vacinas Covaxin, mas que o governo brasileiro faria o pagamento direto a fabricante Bharat Biotech.

De acordo com reportagem da CNN, a negociação entrou na mira da CPI da Pandemia pelo fato de o governo brasileiro ter feito a compra após rápida negociação e a um preço quatro vezes maior, por exemplo, que a AstraZeneca. Além disso, até hoje as vacinas não foram entregues e a Anvisa sempre colocou suspeita sobre sua qualidade. Maximiano teve sigilos quebrados pela CPI.

No mesmo comunicado em que detalha a negociação, Maximiano cita que uma alteração de um projeto no Congresso facilitaria sua autorização no Brasil. Trata da Medida Provisória 1.026, na qual parlamentares inseriram uma emenda para que houvesse autorização automática de vacinas caso a Anvisa atrasasse a análise. O presidente Jair Bolsonaro, a pedido da Anvisa, acabou vetando o trecho.

Maximiano também disse que a Covaxin era superior a CoronaVac, à época já sendo amplamente utilizada no país, e disse que ao contrário de outras farmacêuticas, a Precisa assumiria riscos por eventuais efeitos adversos.

Em nota, a Precisa Medicamentos disse que ‘é representante exclusiva da Bharat Biotech e responsável por todos os trâmites burocráticos e os custos para a obtenção do registro da vacina no Brasil. A representação entre a Precisa Medicamentos e a Bharat Biotech não se limita ao contrato negociado de fornecimento da vacina ao Ministério da Saúde do Brasil, mas envolve outros medicamentos, uma estratégia comercial de longo prazo e a transferência de tecnologia para o Brasil.’

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/grace-aposta-na-industria-farmaceutica-para-crescer-no-brasil/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação