Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Taxa de exames positivos para covid está em alta

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Exames positivos para covid

Pela primeira vez desde dezembro do ano passado, a taxa de exames positivos para covid-19 atingiu a marca de 30%. Um levantamento do Instituto Todos pela Saúde (ITpS) divulgado no dia 29 de setembro, confirmou um crescimento de cinco pontos percentuais nos últimos 15 dias. As informações são da Folha de São Paulo.

A taxa de testes com resultado positivo chegou a 30,2% entre os dias 17 e 23 de setembro, e confirmou uma alta que já era acompanhada há mais de dois meses.

A análise incluiu exames realizados pelos laboratórios privados Dasa, DB Molecular, Fleury, Hospital Israelita Albert Einstein, Hilab, HLAGyn e Sabin.

Alta nas taxas de exames positivos para covid por idade e região

Em algumas faixas etárias a positividade nos resultados dos exames chegou a 41%. Esse é o caso das pessoas de 60 a 69 anos. Ou seja, a cada 10 pessoas que fazem o exame nesta idade, quatro são diagnosticadas com covid.

Além disso, os idosos na faixa de 70 a 79 anos atingiram 36% de positividade, enquanto os acima de 80 anos, 35%.

Os índices variam quando o assunto são os jovens. Uma a cada cinco pessoas até 19 anos tem resultado positivo ao realizar um exame para diagnóstico de covid-19. A faixa etária inclui a menor cobertura vacinal dentre todas as outras, necessitando maior imunização.

Em relação às unidades federativas analisadas, o Distrito Federal atingiu a taxa de 39%, a maior entre todos os estados, tendo um crescimento de 16% em relação ao mês anterior.

A maior alteração foi a do Mato Grosso, que saltou de 11% de positividade para 34%. Outras altas no período foram representadas por Rio de Janeiro, que saiu de 15% para 32%, São Paulo, de 13% para 26%, e Paraná, de 14% para 25%.

Incidência dos vírus respiratórios em circulação no Brasil

O levantamento ainda ressaltou o perigo de outros vírus respiratórios em circulação no Brasil, embora estes continuem em baixo índice de 17 a 23 de setembro. Os dados atingiram 5,5% dos exames positivos para VSR (vírus sincicial respiratório), 1,2% para influenza A e 0,8% para influenza B.

O último boletim da InfoGripe, divulgado pela Fiocruz no dia 28, indicou estabilidade nos casos de covid-19 no país. Contudo, há uma crescente na incidência de SRAG (síndrome respiratória aguda grave) por covid em São Paulo e Rio de Janeiro, principalmente nos adultos.

“Precisamos continuar observando as próximas semanas, pois até o momento é um sinal de crescimento. São Paulo também mostra um ritmo lento e restrito à população de idade mais avançada, mas que está presente”, explica Marcelo Gomes, pesquisador e coordenador do InfoGripe.

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress