Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Farmácias abrem mais de 5,2 mil vagas de emprego

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Farmácias abrem mais de 5,2 mil vagas de emprego

As vagas de emprego em farmácias voltam a aquecer o mercado de trabalho no setor. Os dados são da plataforma Infojobs, parceira do Panorama Farmacêutico em uma seção sobre oportunidades profissionais no varejo farma.

Atualmente, grandes redes e farmácias de médio e pequeno porte buscam preencher 5.269 vagas. Deste total, 56% têm como foco assistentes e auxiliares – somando 2.977 empregos. Mas técnicos de farmácia e farmacêuticos também seguem bem requisitados. O montante é superior ao pico de 4.158, ocorrido em julho do ano passado.

Para especialistas, a oferta de serviços clínicos nas lojas deve ganhar ainda mais fôlego com a atualização da resolução da Anvisa, que possibilita ao varejo farmacêutico ministrar em torno de 50 exames e testes laboratoriais.

“Com farmacêuticos cada vez mais dedicados à atenção primária dos pacientes, aumenta a demanda por contratação de equipes de apoio. E o setor ainda recruta profissionais de nível técnico para auxiliar a farmácia em tarefas como monitoramento de estoque e dispensação, manipulação e controle de qualidade de medicamentos”, comenta Ana Paula Prado, CEO da Infojobs.

Vagas de emprego em alta, mas salários ainda preocupam

As vagas de emprego em farmácias apresentam viés de alta, mas a composição do salário ainda é motivo de preocupação. Em todos os cargos, quase ou mais da metade das vagas têm remunerações a combinar.

E as oportunidades com promessa de pagamento acima de R$ 5 mil são cada vez mais escassas. Os farmacêuticos, por exemplo, encontram somente 12% das vagas com essa faixa mínima de valor. No caso de gerentes de farmácia, o percentual é de apenas 14%.

Esse contexto vem motivando mobilizações dos trabalhadores, como a que reivindica um piso salarial de R$ 6,5 mil para farmacêuticos em todo território nacional.

A situação fica ainda mais explícita entre técnicos de farmácia, com 54% dos salários a combinar. “A realidade do varejo farmacêutico não parece muito diferente do atual cenário do mercado de trabalho no Brasil. Existe oferta, mas as remunerações estão precarizadas”, admite Ana Paula.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!