Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Farmácias associativistas da Abrafad chegam a R$ 5 bi de faturamento

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Farmácias associativistas

As farmácias associativistas que integram a rede da Abrafad já comemoram a marca histórica de R$ 5 bilhões de faturamento em 2022. O resultado supera a meta inicial de R$ 4,5 bilhões e representa um avanço de 18% sobre o ano passado, de acordo com indicadores da IQVIA.

Se fosse uma empresa, o grupo seria o quinto maior do varejo farmacêutico nacional, ligeiramente acima do patamar de players como Farmácias São João e Panvel. A entidade termina o ano com 5 mil PDVs distribuídos por quase 1.800 municípios em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

Outra conquista é a incorporação de três bandeiras ao quadro de associadas, totalizando agora 20 empresas. As novas integrantes são a catarinense Confarma, a paranaense Fortefarma e a Rede 2000, de Goiás.

“Mas não é a soma de associadas que representa o principal motor para a evolução acima da média do varejo farmacêutico. O fortalecimento de quem já integra nossa base tem sido notório, especialmente em mercados como Minas Gerais e Nordeste, sede de 11 redes do grupo”, explica o diretor executivo Nilson Ribeiro.

Os resultados superiores às expectativas balizam os objetivos de 2023. “Miramos os R$ 6 bilhões de receita e 5,6 mil unidades em território nacional”, antecipa.

Encontros de negócios: novo olhar para farmácias associativistas

Com 2,6% de market share no setor, a Abrafad enxergou nos encontros de negócios um caminho para ampliar a visibilidade das redes e aproximá-las da indústria e do atacado farmacêutico. A rodada comercial foi concebida como laboratório em dezembro de 2021, atraindo 35 companhias. O sucesso estimulou a realização da segunda e terceira edições – a última congregou 79 fornecedores nos dias 17 e 18 de novembro.

“A formatação do evento, que consistiu no agendamento de reuniões táticas de 20 a 40 minutos e com número limitado de patrocinadores, deu mais fluidez e produtividade às negociações. O associativismo ganhou, assim, mais projeção perante a indústria”, avalia.

Nova diretoria e ciência de dados

Como pilares da atuação do próximo ano, a entidade aposta na profissionalização e na tecnologia. O grupo ganhou uma diretoria de operações, que permitirá o monitoramento mais efetivo da performance das redes associadas.

“Essa área também conduzirá a implementação de quatro ferramentas que apresentarão o dashboard de desempenho das empresas, integrado a uma plataforma única e com módulos relacionados a precificação, fidelização, compras e business intelligence”, observa Ribeiro, que antecipa ainda a provável mudança de endereço no primeiro semestre, em local a definir.

“Essa estratégia e a ciência de dados darão respaldo a uma bateria de treinamentos voltados para os gestores, que terá como foco liderança e administração de pessoas e recursos. Muito além do crescimento orgânico, queremos avançar com sustentabilidade e valorizando o desenvolvimento das farmácias de pequeno e médio porte”, destaca.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!