O maior canal de informação do setor

Novo teste revela sexo do bebê com apenas uma picada no dedo da mãe

2.797

Novo teste revela sexo do bebê com apenas uma picada no dedo da mãeNovo teste promete revelar o sexo do bebê com uma picada no dedo (Foto: Thinkstock)

Se alguns casais preferem esperar até o dia do parto para saber se o bebê será menino ou menina, outros não vêem a hora de fazer aquele ultrassom lá pelo quinto mês de gestação, quando o médico, em geral, já consegue saber e contar qual é o sexo da criança. E há, ainda, aqueles mais ansiosos que não aguentam nem aguardar e já preferem fazer a sexagem fetal, a partir da oitava semana. Para esse último grupo, uma novidade promete tornar a informação ainda mais fácil de conseguir. Um estudo, realizado por pesquisadores do laboratório Sabin, de Brasília (DF), revelou que é possível detectar o sexo do bebê com um teste rápido, a partir de uma gota de sangue retirada com uma picadinha no dedo da mãe, de maneira parecida com o do teste de glicose, geralmente feito por quem tem diabetes. O resultado foi publicado na revista New Scientist.

+ O formato da barriga pode indicar o sexo do bebê?

“A tendência é miniaturizar os testes laboratoriais, ou seja, torná-los mais fáceis para os pacientes. Por meio de kits, que, muitas vezes, podem ser levados para casa ou usados em farmácias, as pessoas conseguem coletar o material que oferece o resultado. O início das pesquisas foi com ess objetivo”, explica o médico Gustavo Barra, especialista em Farmacologia Molecular, professor da Universidade de Brasilia e coordenador do estudo, em entrevista a CRESCER. “Já fazíamos o teste de sexagem fetal, mas o desafio era provar que havia amostra do DNA está presente nos vasos capilares da mãe, o que tornaria possível detectar o sexo com uma quantidade pequena de sangue, retirada do dedinho da mãe”, diz.

Novo teste revela sexo do bebê com apenas uma picada no dedo da mãeAlgumas grávidas pretendem saber o sexo do bebê o quanto antes (Foto: Thinkstock)

De acordo com o estudo, o método é 100% confiável e oferece resultados precisos a partir da 8ª semana de gravidez. “Durante os testes, percebemos alguns falsos-positivos [quando eram encontrados sinais do cromossomo Y, o que significaria um bebê do sexo masculino]. Depois, entendemos que a substância com a qual era feita a higienização da pele da mãe poderia resolver a questão”, conta o pesquisador. Quando a superfície da pele do dedo era limpa com álcool antes da coleta, o DNA exógeno [presente na pele por contato anterior com alguma outra superfície em que um homem tenha encostado, por exemplo] poderia alterar o resultado da coleta. Quando a superfície era limpa com hipoclorito de sódio, o resultado era 100% acurado.

Ainda não há previsão de quando o exame chega ao mercado, mas, segundo Gustavo Barra, isso deve ocorrer em breve.

Fonte: Revista Crescer

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação