Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Resultados da Hypera devem desacelerar

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Hypera

 

Segundo artigo de Ruy Hungria, analista da Empiricus, a dinâmica do setor farmacêutico não beneficiará a Hypera nos próximos trimestres. Depois de um longo período de crescimento, o mercado deve entrar em uma ressaca rem função das altas temperaturas, que afetou as vendas de produtos de inverno em 2023.

“Uma queda nas vendas de medicamentos já era esperada com o fim da pandemia. O que ninguém esperava é que o inverno de 2023 seria o mais quente dos últimos 60 anos, e que isso faria os casos de gripe e as vendas desabassem”, afirma o executivo.

Antigripais afetou desempenho da Hypera

De acordo com a análise, a maior participação de antigripais nos resultados da Hypera pesou, e fez o sell-out (venda para o consumidor final) despencar.  Isso já seria ruim, mas há um outro ponto importante. Como normalmente acontece, as farmácias tendem a aumentar os pedidos antes dos reajustes (abril) e antes da temporada de gripe, que não veio em 2023.

Esse descasamento entre aumento nos pedidos das farmácias (sell-in) e queda das vendas na ponta final (sell-out) sugere estoques acima da média nas farmácias neste momento, o que deveria levar algum tempo para normalizar, especialmente se o inverno de 2024 não trouxer aumento nos casos de gripe.  Até lá, é provável que as vendas da Hypera continuem afetadas.

“Ainda sobre os próximos trimestres, com a inflação dentro da meta em 2023, é provável que o próximo reajuste de medicamentos seja bastante modesto e não provoque grandes antecipações de pedidos pelas farmácias que queiram se proteger da alta, um fator que costuma ajudar no início do ano”, finaliza.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress