Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Anvisa aprova nova vacina contra a Covid

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

vacina contra a Covid
Alexandre Seraphim, CEO da Adium: fornecedora exclusiva da Moderna no Brasil. Divulgação: Adium

Uma nova vacina contra a Covid chega ao Brasil. A Adium, representando a Moderna, obteve nesta segunda-feira (dia 26) a aprovação do registro definitivo do imunizante bivalente direcionado à subvariante ômicron (mRNA-1273.222). O tratamento destina-se a pacientes a partir de seis anos de idade.

“Estamos muito satisfeitos em cumprir esta última etapa, após submeter todos os documentos e informações necessárias para a avaliação e validação desta vacina bivalente pela Anvisa, e poder em breve proporcionar à população brasileira o acesso a uma imunização eficaz com tecnologia de mRNA em sua concepção”, destaca Alexandre Seraphim, CEO da Adium no Brasil.

Nos ensaios clínicos da Moderna, as vacinas atualizadas fornecem maior neutralização cruzada contra múltiplas variantes de preocupação, incluindo as subvariantes ômicron BA.1, BA.4/5, BA.2.75, BQ.1.1 e XBB.1. Os estudos de provas do mundo real também confirmaram o desempenho das vacinas bivalentes contra as variantes emergentes.

Nova vacina contra a Covid teve rápida aprovação

A nova vacina contra a Covid teve rápida aprovação. O pedido de registro da vacina bivalente da Moderna foi encaminhado pela Adium à Anvisa em janeiro de 2023 e imediatamente a equipe técnica da agência reguladora iniciou a análise.

O próximo passo é a definição do preço pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) e a posterior análise pela Comissão Nacional de Incorporação de Novas Tecnologias no SUS (CONITEC), que determina se recomenda a incorporação da vacina ao sistema público de saúde.

A Adium firmou um acordo para ser a fornecedora exclusiva de serviços de distribuição de vacinas contra a Covid-19 da Moderna na América Latina no início de 2022. O grupo farmacêutico procura expandir o acesso à população do Brasil por meio de parcerias estratégicas, como a da Moderna.

Outra vacina contra a Covid enfrenta impasse

Já a farmacêutica brasileira Biomm decidiu recorrer da decisão da Anvisa, que negou o pedido de registro definitivo de uma vacina contra a Covid-19.

A Convidecia Air, desenvolvida pela fabricante chinesa CanSino Biologics, é inalável, tem aplicação em dose única e já está sendo aplicada em países como Argentina, Chile, China, México e Rússia. O imunizante é recomendável para pessoas a partir de 18 anos.

Em comunicado ao mercado, a farmacêutica afirmou que entrará com um recurso administrativo e fundamenta sua posição em estudo da revista científica The Lancet. Segundo o documento, uma única dose da Convidecia registrou eficácia de 96% na prevenção de casos graves da Covid 14 dias após a imunização, com eventos adversos apenas leves.

A Biomm solicitou em dezembro último a aprovação da vacina contra a Covid, defendendo o imunizante como opção não invasiva que usa um nebulizador para transformar o líquido em aerossol para inalação pela boca. Mas o processo para pleitear a aprovação teve início ainda em maio. Isso porque a submissão da Convidecia Air integrava tanto a vacina na sua aplicação injetável como a versão inalável.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!