Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Varejo online deixa de ganhar mais de R$ 98 milhões na Black Friday

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

varejo online
Foto: Canva

O ano de 2023 realmente não foi fácil para os lojistas quando o assunto são as promoções de novembro. O varejo online perdeu R$ 98,3 milhões na Black Friday e na Cyber Monday por causa de problemas técnicos como lentidão e instabilidade.

Quem aponta o dado é a Sofist, empresa que monitora o desempenho de e-commerces. Tal prejuízo é o segundo maior nos últimos cincos anos e representa mais que o dobro do que o registrado em 2022: R$ 48,4 milhões.

O montante se torna ainda mais preocupante pois houve uma queda na demanda.

“A Black Friday desapontou em tamanho de demanda. A expectativa era de crescer 12,6% e na verdade houve uma retração de cerca de 15%. É espantoso observar que os e-commerces, em geral, não conseguiram se planejar para suportar uma demanda que se mostrou menor que a de 2022”, analisa Grace Libânio, head de negócios da companhia.

O estudo acompanhou 104 lojas virtuais de 15 setores diferentes de quinta-feira, dia 23, até segunda-feira, dia 27. Esta é a sétima edição da pesquisa. Para conferir o estudo na íntegra, basta clicar aqui.

Problemas não foram só no varejo online

Antes a maré de azar da Black Friday tivesse ficado restrita ao varejo online. Afinal, as tradicionais promoções de novembro tiveram seu segundo pior desempenho da história.

O motor para a queda nos resultados foi uma demanda menor em áreas como as de eletrodomésticos, informática e telefonia, que possuem maior valor agregado e alta procura nesta época do ano.

“O consumidor adotou uma postura mais cautelosa”, analisa Marcelo Osanai, head de e-commerce na NielsenIQ Ebit. Até o início da noite de sexta-feira, dia 24, o faturamento foi 13% menor do que em 2022.

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress