O maior canal de informação do setor

Anorexígenos: o que acontece após decisão do STF?

895

Anorexígenos envoltos em fita métrica

O Supremo Tribunal Federal (STF) julgou inconstitucional a Lei 13.454/2017, que autorizava a produção, comercialização e consumo de anorexígenos como a anfepramona, femproporex, mazindol e sibutramina.

Veja também: Para 75% dos leitores, negócios vão crescer em 2021

Com essa decisão, muitos gestores do canal farma ficaram em dúvida sobre o que acontece a partir de agora com a manipulação desses medicamentos, que era permitida em alguns estados.

Siga nosso Instagram

O que muda no uso dos anorexígenos?

Segundo orientações do escritório Benincasa Sociedade de Advogados, com o julgamento do STF, volta a vigorar a RDC 50/2014, que permite a manipulação dos anorexígenos desde que sejam registrados. Com isso, apenas a sibutramina pode continuar sendo utilizada, visto que é a única que possui registro.

Caso a empresa tenha em mãos uma liminar, sentença ou acórdão favorável ao uso de qualquer um dos medicamentos para emagrecer anteriormente citados, ela pode continuar manipulando e comercializando esses medicamentos até que uma nova decisão seja tomada em seu processo específico.

Já se a empresa possui uma ação com trânsito em julgado da decisão, que é quando não existe mais prazo para recurso, e ela conseguiu a autorização, a atividade de manipulação pode continuar. Mas uma ação para anular essa decisão pode ser movida.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação