fbpx

Antibióticos podem substituir cirurgia de apêndice, diz estudo

Antibióticos podem ser uma boa opção para muitos casos de apendicite.Estudos randomizados já mostraram que o tratamento de apendicite com antibióticos, em vez de cirurgia, pode ser seguro e eficaz. No entanto, as análises não afirmaram quais os efeitos para evitar uma apendicectomia a longo prazo.

Agora, um novo artigo publicado no JAMA (Journal of the American Medial Association) mostra resultados de testes feitos durante 5 anos, com 256 pessoas que receberam antibióticos em vez de cirurgia para casos de apendicites não complicados –em que o apêndice não é rompido, há o baixo número de glóbulos brancos e não há bloqueio fecal.

Com a ingestão dos medicamentos, cerca de 60% dos pacientes não precisaram de uma apendicectomia em momento algum. Dos 100 participantes que eventualmente necessitaram de cirurgia, 70% tiveram no primeiro ano, e nenhum dos 100 teve nenhum resultado negativo relacionado ao atraso na realização da operação.

A decisão de realizar a cirurgia foi deixada a critério do cirurgião de tratamento, o que pode ter resultado em mais operações do que o necessário.

“Quando realizava uma tomografia computadorizada e via que a apendicite era descomplicada, eu discutia com o paciente os possíveis resultados de tratamento antibiótico e da cirurgia. Fazíamos então uma decisão conjunta sobre o que seria melhor” afirma Paulina Salminen, principal autora do estudo.

Fonte: UOL

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra