Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Blau tem recorde de R$ 316 milhões em investimentos

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Blau
Foto: Divulgação

A Blau Farmacêutica anunciou nesta quarta-feira, dia 8, seus resultados consolidados para o 3º trimestre de 2023 com recorde de investimentos que totalizaram R$ 316 milhões. Desse total, R$ 266 milhões foram investidos na Prothya, uma das 10 maiores empresas de fracionamento de plasma no mundo, e R$ 31 milhões em PD&I.

A companhia conseguiu também manter o seu patamar de receita líquida, resultado das ações e investimentos realizados nos últimos trimestres, seguindo seu plano estratégico, mesmo em um ambiente de forte competição e cenário macroeconômico global volátil. Outro destaque ficou para o Lucro Líquido de R$ 99 milhões, impulsionado pela compra vantajosa do Laboratório Bergamo.

“Com essa união, passamos a deter um dos portfólios mais completos no segmento onco-hemato, com uma das maiores capacidades produtivas do Brasil e um mercado endereçável total de aproximadamente R$ 10,0 bilhões”, explica Marcelo Hahn, CEO da Blau Farmacêutica.

- Advertisement -

Estratégia de internacionalização da Blau

Ainda em M&A, o investimento na Prothya está alinhado com a sua estratégia de internacionalização, busca de receitas em moedas fortes e verticalização das linhas de produtos estratégicos. “Essa transação permite que a Blau utilize a Prothya como plataforma para a distribuição de nossos produtos na Europa e EUA e, no momento oportuno, e após serem cumpridos determinados milestones operacionais e financeiros, poderemos converter o empréstimo em 20% do capital social da companhia”, destaca o executivo.

Já no pilar estratégico de Novos Negócios, a Blau investiu o equivalente a 8% da receita líquida em PD&I. E até o início de 2024, a companhia lançará mais nove novos produtos, com mercado endereçável total de aproximadamente R$ 650 milhões. Segundo Hahn, há um avanço no projeto dos anticorpos monoclonais com a Similis Bio, que está seguindo de acordo com o cronograma estipulado, com instalação dos biorreatores no trimestre e expectativa de recebimentos dos bancos celulares mestres de dois anticorpos monoclonais no 1T24.

“Encerramos o 3T23 com uma Receita Líquida de R$ 363 milhões, mesmo patamar registrado no 2T23 e 3T22. Ainda que diante de cenário desafiador, neste trimestre, as novas fontes de receita da companhia já conseguiram compensar o cenário desfavorável de produtos relevantes do portfólio: novos produtos representaram 11% da receita líquida e vêm apresentando crescimento sequenciais nos últimos quatro trimestres”, afirma Hahn.

Plantas no Brasil

A Blau continua investindo na expansão de capacidade produtiva na nova planta P210 – voltada para produção de medicamentos do dia a dia hospitalar –, o que tem ampliado o volume produzido, reduzido o custo unitário dos medicamentos produzidos e impulsionado o crescimento de Receita da Unidade de Especialidades.

Localizada na sede operacional da companhia, em Cotia (SP), a nova planta possui duas linhas de produção de injetáveis com alta velocidade, grande capacidade e potencial para produção de até 12 medicamentos. Já a unidade localizada em Goiás está em processo de ramp-up, passando a operar com três turnos a partir do 3T23, e a planta de IFAs, P400, também está começando obras de expansão, para preparar a Companhia para a produção dos anticorpos monoclonais. Em Pernambuco, a Blau atualizou o cronograma e protocolou o benefício da Sudene.

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress