Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Dívida da Pague Menos chega a R$ 23,7 milhões

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Dívida da Pague Menos
Foto: Divulgação

A aquisição da Extrafarma ainda segue pesando na dívida da Pague Menos. O conglomerado farmacêutico fechou o terceiro semestre com um prejuízo de R$ 23,7 milhões. As informações são da Exame.

Tirando da conversa os efeitos não recorrentes, o prejuízo fica em R$ 400 mil, o que não seria um montante alarmante se, no mesmo período de 2022, o total não fosse de lucro milionário: R$ 14,4 milhões.

Para Luiz Novais, vice-presidente financeiro do grupo, os efeitos do aumento de capital realizado no segundo trimestre só devem ser sentidos no último trimestre do ano. “Se não fosse o aumento da despesa financeira, teríamos apresentado R$ 80 milhões de lucro”, afirma.

Pagamentos impulsionam dívida da Pague Menos

A despesa financeira da Pague Menos atingiu R$ 120,4 milhões, mais que o dobro na comparação anual. Isso porque, no trimestre, a companhia realizou um novo pagamento relativo a compra da Extrafarma, no total de R$ 198 milhões.

A alavancagem, por outro lado, caiu, motivada pela captação realizada no último trimestre. Agora, das três vezes anterior, o total caiu para 2,4 vezes. O objetivo, até o fim de 2023, é voltar ao patamar de 1,7, registrado ano passado.

Conforme esperado pela equipe do Itaú BBA, o faturamento da varejista chegou aos R$ 3 bilhões no período, um crescimento de 16,2%. Enquanto as vendas em mesma loja caíram na Extrafarma (-3,4%), elas subiram na outra bandeira (+11,5%).

Ebitda superou expectativa do mercado

Um dado positivo do balanço da Pague Menos foi seu Ebitda. Acima do previsto pelo mercado, o montante ficou em R$ 143, 8 milhões, o que demonstra um avanço de 41,4% na comparação anual.

Com a nova gestão na Extrafarma, a margem do Ebitda foi impulsionada para 4,7%, contra 0,9% da comparação anual. A geração de caixa é outro indicador de alivio, R$ 176,8 milhões, aumento de 62,4%.

A gestão, com foco em eficiência e cortes de gastos, e os investimentos em marketing aplicados no primeiro semestre, foram os motores para um terceiro trimestre mais ameno.

Novas metas para as lojas

Além do anúncio de que inauguraria 20 lojas em 2023, e não mais 60, outro ponto que pode mudar na estratégia da Pague Menos diz respeito a conversão de bandeira dos PDVs da Extrafarma.

O processo passou por uma aceleração nos últimos meses, como um teste para alinhar às metas para o ano que vem. No 3T23, 11 lojas mudaram de marca, e a expectativa é converter outras 44 no 4T23.

No trimestre encerrado em setembro, o grupo fechou quatro lojas e viu seu número de funcionários por loja cair em 4%. Atualmente, o conglomerado reúne 1284 lojas sob a bandeira Pague Menos e outras 364 com o nome Extrafarma.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress