Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Faltam medicamentos pediátricos e soluções líquidas em 90% das farmácias do Paraná, segundo Conselho

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

No Paraná, mais de 90% dos farmacêuticos relatam falta de medicamentos pediátricos e soluções líquidas para uso oral, utilizadas no tratamento de síndromes respiratórias, por exemplo, como a amoxicilina.

Há meses a CBN Curitiba está acompanhando a situação. Havia uma expectativa para que uma normalização fosse verificada já no início deste mês de setembro, mas ainda não aconteceu. A demanda segue alta, segundo Jackson Carlos Rapkiewicz, gerente técnico científico do Conselho Regional de Farmácia do Paraná.

No início de agosto um levantamento do Conselho Regional de Farmácia do Paraná (CRF-PR) apontou que quase 100% (97,7%) dos farmacêuticos paranaenses são impactados neste momento pelo desabastecimento de medicamentos – quase 80% (79,5%) são referentes ao setor privado e cerca de 20% (18,8%) ao de farmácias públicas. Xaropes, antibióticos e analgésicos continuam em falta nas farmácias privadas do Paraná.

Em julho deste ano a Confederação Nacional dos Municípios divulgou uma pesquisa sobre a falta de medicamentos também na saúde básica. O levantamento mostrava que em 85% dos 277 municípios pesquisados havia falta de medicamentos. Os gestores apontaram a falta de amoxicilina, dipirona, dipirona injetável, prednisolona, azitromicina, ambroxol, entre outros.

Fonte: CBN Curitiba

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress