fbpx

Farmácias americanas sofrem com escassez de técnicos

Farmácias americanas sofrem com escassez de técnicos

Grande parte dos trabalhadores que atuam por trás dos balcões de drogarias nos Estados Unidos são técnicos de farmácia. São profissionais de baixa renda em cargos que não exigem diploma, cujas atribuições vão desde contar comprimidos a encher frascos de remédios. Segundo reportagem da TV NBC, eles ajudam os farmacêuticos a preencher e verificar as receitas e a garantir que os pacientes recebam os medicamentos certos, nas quantidades certas, no momento certo. Alguns até aplicam vacinas.

Nos últimos meses, muitos dos 420.000 técnicos de farmácia nos Estados Unidos pediram demissão, alegando que estão sendo solicitados a fazer muito por um pagamento muito baixo, aumentando a possibilidade de preencherem as prescrições de maneira inadequada. Embora não sejam bem pagos – o salário médio é de US$ 16,87 por hora – e muitas vezes não tenham treinamento médico antes do emprego, eles são vitais para o sistema de saúde.

Durante a pandemia do novo coronavírus, o ritmo acelerou ainda mais, especialmente depois que as farmácias começaram a ministrar as vacinas contra a Covid-19, o que gerou um atraso muito grande na entrega das prescrições. Os empregadores, desde grandes redes de drogarias como Rite Aid, CVS e Walgreens a pequenas farmácias e até hospitais, estão lutando para substituí-los.

É mais uma das carências de mão de obra que assolou os Estados Unidos este ano. Em muitas drogarias, os membros da equipe da farmácia que permanecem estão no limite. A escassez levou a longos dias de espera pela medicação, redução do horário de funcionamento da farmácia e alguns erros de prescrição e confusões de vacinação – como crianças recebendo uma vacina de Covid-19 para adultos em vez de uma vacina contra a gripe – em um setor comercial no qual atrasos e erros podem ter consequências graves para a saúde.

“Nos últimos cinco a seis meses, vimos um aumento nessas condições”, disse Al Carter, diretor executivo da National Association of Boards of Pharmacy, uma organização sem fins lucrativos que representa os reguladores estaduais de farmácia. “Em alguns estados você tem 60 ou 70 farmácias fechando dias a fio, porque não têm equipe adequada”.

Embora a escassez de técnicos seja sentida em todo o setor farmacêutico, Carter disse que as farmácias de varejo, que possuem algumas das posições de menor remuneração do setor, foram as mais atingidas.

Rite Aid, CVS e Walgreens disseram estar orgulhosos do trabalho de seus funcionários durante a pandemia e estão tomando medidas para apoiá-los, incluindo grandes esforços de contratação, muitas vezes com bônus. A Rite Aid afirmou que estava fechando temporariamente a maioria das farmácias uma hora mais cedo para aliviar o estresse e ajudar os funcionários a colocar o trabalho em dia. A Walgreens anunciou que, quando a falta de pessoal afeta as lojas, pode ajustar temporariamente o horário de funcionamento. Já a CVS disse que suas equipes “permanecem flexíveis no atendimento às necessidades dos pacientes” durante a escassez de mão de obra nacional.

Tanto a Walgreens quanto a CVS anunciaram recentemente que aumentariam os salários iniciais dos técnicos para US $ 15 por hora ou mais. Em um comunicado, a National Association of Chain Drug Stores elogiou o trabalho dos técnicos e incentivou os consumidores a marcarem consultas de vacinação com antecedência para ajudar a gerenciar o fluxo de trabalho em farmácias movimentadas.

As farmácias não funcionam sem técnicos, que fazem a maior parte do trabalho atrás do balcão, desde contar comprimidos até receber ligações e ligar para os pacientes. Embora qualquer pessoa possa se tornar um técnico, o preenchimento de receitas é um processo complexo. Leva meses de treinamento sobre interações medicamentosas, reclamações de seguros e muito mais para se tornar qualificado e eficiente. Muitos estados e empregadores exigem que os técnicos também obtenham certificações após um certo número de meses de trabalho.

Muitos técnicos disseram que há pouco incentivo para permanecer na maioria das farmácias de varejo quando empregos menos estressantes estão facilmente disponíveis com salários mais altos. Eles foram trabalhar em hospitais, atacadistas de produtos farmacêuticos e farmácias veterinárias ou deixaram totalmente o setor de saúde.

O número anual de vagas abertas para técnicos de farmácia em todo o setor cresceu quase 60% nos últimos cinco anos, grande parte desde o início da pandemia, de acordo com a Associação Americana de Faculdades de Farmácia, que acompanha as mudanças no mercado de trabalho farmacêutico.

As recentes contratações de grandes empregadores respondem por apenas parte do aumento. Quase 90% das farmácias de varejo independentes estavam lutando para encontrar técnicos, de acordo com uma  pesquisa realizada no mês passado  com mais de 300 proprietários e gerentes de farmácias independentes da National Association of Community Pharmacists. As farmácias independentes representam um terço de todas as farmácias de varejo.

 

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/desmonte-ou-retomada-farmacia-popular/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra