Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Lucro da Raia Drogasil soma R$ 338 milhões no 2º tri

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Lucro da Raia Drogasil soma R$ 338 milhões no 2º tri

O lucro da Raia Drogasil totalizou R$ 338,2 milhões no segundo trimestre. Apesar da queda de 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado, a rede enxerga o desempenho como positivo, principalmente pela evolução na demanda por duas categorias.

Segundo o balanço da companhia, a receita bruta entre abril e junho chegou a R$ 9,02 bilhões, o que correspondeu a um aumento de 18,1%. O segmento de perfumaria teve alta de 23,6% e gerou um movimento de R$ 2,2 bilhões. Já os medicamentos genéricos avançaram 23%, respondendo por R$ 1,1 bilhão.

Ambas as categorias, inclusive, ampliaram sua participação sobre o faturamento. Na comparação com o segundo trimestre do ano passado, o share dos artigos de HPC passou de 22,6% para 24,4%. Já o dos genéricos subiu de 11,5% para 12,3%.

Na visão da rede, o crescimento da receita reflete a “desaceleração da inflação no país, que resultou em um aumento CMED de 5,6% em abril de 2023, contra 19,9% em 2022”.

Lucro da Raia Drogasil em queda?

O lucro da Raia Drogasil teve queda e pode sinalizar uma oscilação preocupante no varejo farmacêutico? Não para a companhia, que avaliou como difícil a base de comparação em função do pico pandêmico entre abril e junho de 2022. A venda de testes da Covid-19, por exemplo, teve recuo de 2,2 pontos percentuais. A rede também sentiu impactos na venda de antibióticos.

Raia Drogasil mantém planos de expansão orgânica

Ao contrário da concorrente Pague Menos, que reduziu de 60 para 20 o plano de novas lojas neste ano, a Raia Drogasil vem acelerando a estratégia de crescimento orgânico. Só no segundo trimestre a empresa inaugurou 64 farmácias e encerrou a operação de apenas três, terminando o período com 2.807 unidades. A estratégia é ter 780 novos PDVs até 2025, sendo 260 em 2023.

Três quartos das lojas abertas nos últimos 12 meses aconteceram fora do estado de São Paulo. A rede ampliou sua presença territorial para 554 municípios, 42 a mais do que no segundo trimestre do ano passado. Hoje mantém atuação em 306 das 319 cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes. A aposta no formato popular ou híbrido prevalece, tanto que esse modelo de PDV já representa 61% do total de unidades.

Em paralelo, o avanço nas vendas online continua. Assim como no primeiro trimestre, a Raia Drogasil voltou a superar R$ 1 bilhão de faturamento entre abril e junho. O resultado foi 56,4% superior ao do segundo trimestre do ano passado, com 118,7 milhões de acessos. Os chamados clientes digitalizados gastam, em média, 28% a mais do que os não digitalizados.

A digitalização exigiu que os gastos com TI aumentassem seis vezes em cinco anos. Por outro lado, o investimento na capilaridade resultou na cobertura geográfica de 95% da população. Em municípios que cobrem 60% da população, a distância máxima a pé entre as unidades é de cinco minutos. Nas metrópoles, 80% da entrega ocorre em até uma hora.

A proximidade dos PDVs reduziu consideravelmente os custos com logística e delivery. “Essa área representa apenas 2% das despesas, enquanto a média do varejo oscila de 10% a 20%”, aponta Flavio Correia,  diretor de relações institucionais e com investidores. Com mais lojas físicas aumentando a visibilidade da marca e o e-commerce em alta, a Raia Drogasil construiu uma base de 48,1 milhões de clientes ativos.

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress