Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

O que é a creatinina e quando fazer seu exame?

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Creatinina

A creatinina tem como principal função a produção de energia para contrações musculares, sendo produzida pelos próprios músculos do corpo e rejeitada pelos rins. Pode ser através de sua análise que se referem alterações renais, que podem ser muito perigosas para a saúde humana, dentre elas a infecção ou a insuficiência renal. Nesses casos, ocorre que a creatinina se encontra em uma taxa bem superior ao normal, fruto de uma má eliminação da substância pelos rins.

É recomendado fazer um exame de creatinina em algumas ocasiões: pode ser tanto como exame de rotina, ou mais destinado, nos casos em que há sintomas de problemas renais. Geralmente, são exemplos desses sinais o aumento do volume de urina, o excesso de cansaço, além de muitos outros.

Esse é um exame que deve ser indicado apenas por um clínico geral ou por um urologista. Além dele, durante as 24 horas do dia em questão, o médico também pode recomendar uma avaliação da quantidade de creatinina liberada na urina. Este é o exame de urina de 24 horas. Confira na matéria de hoje tudo sobre a substância, quando fazer seu exame, valores de referência e muito mais em torno da creatinina.

Quando devo fazer o exame de creatinina?

A creatinina deve ser avaliada quando o urologista ou clínico geral achar necessária a análise do funcionamento dos rins, ou então, em casos mais profundos, investigar a existência de alguma alteração renal nos casos sintomáticos descritos nos parágrafos iniciais. Além do cansaço excessivo e do aumento do volume de urina, sinais como a perda de apetite, o inchaço e a dor na lombar e a alteração da frequência urinária também se destacam.

A realização da dosagem de creatinina no sangue é indicada muitas vezes, pois quando o funcionamento do rim é alterado, é natural que as substâncias no local também aumentem. Para isso, o médico pode recomendar alguns medicamentos, além de interromper o uso de aspirina, cefalosporinas, cimetidina e ibuprofeno.

A dosagem de creatinina na urina também pode ser indicada em casos onde existam sintomas de alterações renais. Isso já faz parte do exame de urina de 24 horas citado, análise na qual toda necessidade liberada é coletada e passa por revisão laboratorial.

Valores de referência variam por idade e gênero

  • Recém nascidos: 0,6 a 1,3 mg/dL;
  • Do 1º ao 6º mês de idade: 0,4 a 0,6 mg/dL;
  • Crianças e adolescentes: 0,4 a 0,9 mg/dL;
  • Mulheres maiores de 18 anos: 0,6 a 1,2 mg/dL;
  • Homens maiores de 18 anos: 0,7 a 1,3 mg/dL.

A variação dos valores de referência de creatinina no sangue ocorre em conjunto à quantidade de massa muscular, e por isso a concentração é maior enquanto criança e diminui quando adulto. Também é normal que a creatinina seja mais elevada no organismo do homem, com o valor de referência podendo variar de laboratório para laboratório, e método para método. De qualquer forma, o exame deve ser avaliado por um médico (clínico geral ou urologista, preferencialmente).

Devo marcar uma consulta da creatinina?

Se o resultado constar um aumento nos valores de referência de creatinina no corpo, é necessário sim consultar um nefrologista para avaliar a incidência. Se acompanhar de sintomas como cansaço, alterações urinárias e inchaço é mais recomendada ainda a avaliação médica, podendo também, em último caso, ser consultado um clínico geral.

Causas de creatinina alta

Altos índices de creatinina no sangue podem ser resultados de infecção renal, redução do fluxo de sangue para os rins ou lesão nos vasos sanguíneos dos rins. Essas incidências em conjunto são causadas, geralmente, por alguns problemas como o uso inadequado de medicamentos, excesso de proteína na alimentação, pedra nos rins ou doenças crônicas como a diabetes compensada e a hipertensão arterial.

A creatinina pode ser mais elevada no organismo de atletas e fisiculturistas como resultado da intensidade e da constância de atividades físicas. Nesses casos, a incidência não é relacionada a alterações renais.

Outra opção para casos de suspeita de problema nos rins é o exame de clearance de creatinina, que serve para comparar as substâncias obtidas na urina e no sangue. Caso realmente for um problema renal, haverá mais creatinina no sangue do que na urina.

Causas de creatinina baixa

A creatinina baixa no sangue ocorre com maior frequência em pacientes grávidas ou com doenças hepáticas, mas não é motivo de preocupação como a incidência alta. Isso acontece porque o fígado também é responsável pela produção de creatinina, acometendo mais pessoas nessa condição.

Apesar de não ser tão preocupante, a incidência também pode ser sinônimo de doenças musculares, como a distrofia muscular. Esse é um problema que traz consigo outros sintomas, dentre eles dor, dificuldade para movimentar os membros e fraqueza. Tenha atenção e se mantenha sempre antenado nos exames.

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress