fbpx

São Paulo vacinará crianças com ou sem aval da Saúde, diz Doria

Vacinará crianças – A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) liberou a vacinação do público infantil em 16 de dezembro. As crianças devem ser imunizadas com a vacina pediátrica da Pfizer, que possui uma dosagem menor que o imunizante aplicado em adultos.

‘Confiamos que teremos a vacinação das crianças logo no início de janeiro, com ou sem aprovação do Ministério da Saúde. Aqui a questão não é a formalização, é a proteção à vida’, disse o tucano.

O Ministério da Saúde divulgou uma nota técnica na 2ª feira (27.dez.2021) afirmando ser favorável à imunização de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19. Segundo o comunicado, a vacinação deve ser iniciada em janeiro, se o resultado da consulta pública apoiar a decisão.

O Instituto Butantan também está atuando para conseguir autorização da Anvisa para uso emergencial da CoronaVac no público de 3 a 17 anos. O laboratório paulista já ingressou com 2 pedidos na agência , a qual solicitou mais dados.

‘São Paulo vai fazer todos os esforços possíveis para a aquisição da vacina para as crianças e está gestionando junto à Anvisa, respeitando à agência e a sua qualidade, para que possa avaliar e autorizar o uso emergencial a vacina CoronaVac, que já se mostrou eficaz, produtiva e adequada em vários países [?] para a vacinação de crianças’, afirmou Doria.

O governo paulista já reservou 12 milhões de doses da CoronaVac para a imunização de crianças de 3 a 11 anos. Na última 2ª feira (27.dez.2021), o Estado divulgou a imagem da carteira de vacinação infantil .

Rio Grande do Sul

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul anunciou na 2ª feira (27.dez) que os pais e/ou responsáveis que levarem as crianças de 5 a 11 anos no Estado para se vacinarem contra a covid não precisarão apresentar prescrição médica. Na 6ª feira (24.dez), o Ministério da Saúde divulgou um documento recomendando a exigência de um pedido médico no momento da vacinação.

O órgão estima que há 964.273 crianças aptas a se imunizarem no Estado. Segundo a secretaria estadual da Saúde, Arita Bergmann, a vacinação das crianças será importante para a proteção desse público no retorno às aulas presenciais em 2022.

‘A vacinação é uma escolha consciente de um familiar que quer o seu filho saudável. Deixamos claro que a vacinação estará disponível’, disse Arita em comunicado divulgado pelo governo do RS.

Fonte: Poder 360

 

Veja Também: https://panoramafarmaceutico.com.br/farmacias-encabecam-crescimento-varejo/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra