Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Cannabis surge como opção de remédio para borderline

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

REMÉDIO PARA BORDERLINEA cannabis também pode ter utilidade como remédio para borderline. Essa condição de saúde mental afeta significativamente a maneira como os pacientes pensam e sentem sobre si mesmos e o mundo ao seu redor. Felizmente, um conjunto crescente de evidências demonstra como a planta auxilia no tratamento. As informações são do Cannabis & Tech Today.

Estudo do Reino Unido, publicado na revista Brain Sciences em janeiro de 2023, revelou que o uso de cannabis contendo THC e CBD é seguro e eficaz na mitigação dos sintomas em pacientes diagnosticados com a doença.

Uma equipe internacional de pesquisadores avaliou o uso de produtos de cannabis em sete pacientes. Os indivíduos consumiram produtos contendo THC e CBD em proporções variadas durante um mês.

Seis deles relataram uma melhora nos sintomas e nenhum dos participantes relatou quaisquer efeitos colaterais adversos. Os autores do estudo concluíram que esta série de casos representa a primeira evidência médica da utilização de cannabis para o tratamento clínico de pacientes com transtorno diagnosticado.

“Nossos resultados sugerem que, quando implantados em um ambiente clínico rigorosamente controlado, a cannabis pode proporcionar uma melhora substancial nos sintomas associados à doença, justificando a necessidade de mais pesquisas sobre esta estratégia terapêutica”, dizem os pesquisadores.

Cannabis para borderline

Entre os sintomas mais comuns estão a impulsividade, a instabilidade emocional, o comportamento autodestrutivo e as dificuldades na manutenção das boas relações.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), mais de 2 milhões de casos são registrados no Brasil. Além disso, de acordo com a mesma fonte, há um risco de suicídio acima do “normal”, onde 10% dos diagnosticados tiram a própria vida.

Segundo o portal Cannabis & Saúde, há um interesse crescente no potencial neuroprotetor dos canabinoides para condições neurológicas e nas propriedades antipsicóticas do CBD. Evidências pré-clínicas sugerem que os canabinoides podem atenuar a neurodegeneração.

No caso do CBD, há indicações de que ele pode modular o sistema endocanabinoide, aumentando os níveis de anandamida e reduzindo os sintomas psicóticos.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress