Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Rio libera medicamentos à base de canabidiol no SUS

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Canabidiol
Foto: Canva

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, sancionou nesta quarta-feira, dia 6, a lei que libera medicamentos à base de canabidiol no SUS. De acordo com a nova legislação, pacientes poderão usar o Cartão Nacional de Saúde para fazer uso dos fármacos. As informações são da CNN.

A sanção vem pouco depois de uma aprovação por unanimidade da medida pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e busca desonerar pacientes que precisam desse tipo de medicamento, até então muito caro e de difícil obtenção.

De acordo com o texto publicado no Diário Oficial do Estado, a proposta, de autoria do deputado estadual Carlos Minc (PSB), parte do entendimento de que o fornecimento desses medicamentos está em conformidade com os princípios da integralidade, do acesso universal e igualitário aos tratamentos medicamentosos no país.

Como funciona a nova política de medicamentos à base de canabidiol no SUS

Para obter os produtos à base de canabidiol, os pacientes deverão realizar o procedimento padrão e utilizar o cartão do SUS. A lei prevê ainda que o paciente ou seu responsável deve apresentar prescrição médica acompanhada de laudo que informe a patologia.

Além disso, o laudo deve indicar os outros tratamentos que foram testados e que o canabidiol é a melhor alternativa.

Um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) também deve ser apresentado, com assinatura em duas vias. Além disso, é necessária uma comprovação de que o solicitante não tem condições financeiras de acesso aos medicamentos e que a manutenção de sua qualidade de vida depende do tratamento.

Por fim, o tratamento deverá ser reavaliado a cada seis meses, a fim de verificar se houve benefícios ou se há necessidade de readequação. Os medicamentos à base de canabidiol com autorização para serem comercializados em farmácias, mediante prescrição médica, podem ser consultados no site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!