Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Medicamento da Janssen inaugura nova classe terapêutica  

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Janssen
Foto: Canva

A Janssen, divisão farmacêutica da Johnson & Johnson, anuncia que a Anvisa aprovou o Tecvayli (teclistamabe), um anticorpo biespecífico, primeiro de sua classe, para o tratamento de pacientes adultos com mieloma múltiplo recidivado ou refratário.

O medicamento é indicado para pacientes que receberam pelo menos três terapias anteriores, incluindo um inibidor de proteassoma, um agente imunomodulador e um anticorpo monoclonal anti-CD38. O teclistamabe redireciona células T CD3-positivas para as células do mieloma que expressam antígeno de maturação de células B (BCMA), induzindo a morte das células tumorais.

O mieloma múltiplo continua sendo um câncer de sangue incurável, com quase todos os pacientes apresentando recaída e necessitando de uma terapia subsequente. À medida que a doença progride, as recidivas se tornam mais agressivas a cada nova linha de tratamento e as remissões ficam progressivamente mais curtas.

“Essa aprovação traz esperança para os pacientes, que apesar do importante progresso científico, têm opções terapêuticas limitadas e muitas vezes enfrentam resultados ruins após terem sido expostos às três principais classes de medicamentos”, afirma Fernando Pericole, médico hematologista responsável pelo ambulatório de Gamopatias Monoclonais do Hemocentro Unicamp. “Teclistamabe tem o potencial de fornecer benefícios clínicos substanciais, com altas taxas de respostas profundas e duráveis para pacientes que necessitam de uma nova opção de tratamento, e a conveniência de ser um medicamento pronto para uso”, explica o especialista.

Importante adição ao portfólio da Janssen

“A Janssen possui anos de liderança dedicados a esta área, e nossa ambição é avançar cada vez mais, investindo em pesquisa e desenvolvimento para fornecer novas e inovadoras terapias para o mieloma múltiplo, aumentando as chances de cura da doença. Por isso, teclistamabe é uma importante adição ao nosso portfólio de tratamento da doença”, destaca Simone Forny, hematologista e diretora médica Associada para a Hematologia da Janssen Brasil.

Teclistamabe é uma injeção subcutânea, que redireciona as células T através de dois alvos celulares (BCMA e CD3) para ativar o sistema imunológico do corpo para combater o câncer. Teclistamabe está atualmente sendo avaliado em vários estudos de monoterapia e combinação.

 O mieloma múltiplo é um câncer de sangue ainda incurável que afeta os plasmócitos, que são células encontradas na medula óssea. Quando danificadas, essas células plasmáticas se espalham rapidamente e substituem as células normais da medula óssea por células tumorais. Considerada uma doença do idoso, mais de 90% dos casos ocorrem após os 50 anos, e a idade média do diagnóstico no Brasil é de 63 anos.

No Brasil, a incidência do mieloma múltiplo permanece desconhecida, mas pesquisadores indicam que a doença pode atingir quatro em cada mil brasileiros, representando aproximadamente 7.600 novos casos por ano. Nos Estados Unidos, são registrados 19 mil casos no mesmo período.

Embora algumas pessoas diagnosticadas com mieloma múltiplo inicialmente não apresentem sintomas, a maioria dos pacientes é diagnosticada devido a sintomas que podem incluir fratura nos ossos, baixa contagem de glóbulos vermelhos, cansaço, altos níveis de cálcio, problemas renais ou infecções.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!